I'm Brazilian, I've always loved music and since I was little I buy and I listen to rock.
During the 70's I met a magazine called Pop, which I christened German Pop, since it was of Germanic origin, I did not understand what was written in the great majority, but it was there that I met the groups that I publish here on the blog today. Rock made in Germany is one of my favorites, but my taste is very eclectic.

Sou brasileira, sempre amei música e desde muito pequena compro e ouço rock. Durante os anos 70 conheci uma revista chamada Pop, que batizei de Pop Alemã, uma vez que era de origem germânica, eu não entendia o que estava escrito na sua grande maioria, mas foi ali que conheci os grupos que hoje publico aqui no blog. O rock feito da Alemanha é um dos meus favoritos, mas meu gosto é muito eclético.

domingo, 26 de maio de 2019

Dhope “Musical Exhibitions” 1976 ultra rare Private killer Kraut Rock


Estou querendo publicar este disco a bastante tempo, mas justamente o tempo me faltava, enfim, consigo hoje trazer este disquinho mega raro de krautrock progressivo com uma fantástica fusão de guitarra, sobre os principais teclados / hammond órgão, baixo, bateria e vocais em Inglês.

Música muito complexa na melhor tradição do rock progressivo. 

Bass – Claus Peter 
Drums – Heiko Klingenberg 
Guitar – Erlend Luck, Reinhard Hennecke 
Keyboards – Niko Dragun 
Vocals – Thomas Haberland

Tracklist 
A1 Monotonie 2:48 
A2 Dream Of Peace 7:36 
A3 No More Trouble 3:22 
A4 Snowqueen 4:53 
A5 Aufbruch 3:40 
B1 Orientexpress 3:50 
B2 Do It Another Way 5:13 
B3 Flying 2:40 
B4 X-Ray 4:03 
B5 Auf Ein Wort Herr General 6:00


Mediafire 


6 comentários:

Bill disse...

Gracias!

spunkie disse...

Thanks Marcia Glad your back.

Alex disse...

Sounds very good but mix is strange, only one channel playing....

Space Junk disse...

Ótima descoberta! Adoro o seu blog

Anônimo disse...

muchas gracias :)

Bia Araújo disse...

Até agora ouvi apenas duas faixas, das primeiras, mas já me encantei de imediato <3 O que me chama atenção é a época. Em 1976, época que já tem uma pequena modernidade em se tratando de sintetizadores com timbres peculiares,mas aliado à elegância de um Fender Rhodes <3 Espero ouvir o resto do álbum e muita gratidão, Márcia!
P.S.: Sou a Angel do chat da RST. Kisses <3